Edição Digital

Bombeiros fazem perícia em fábrica que pegou fogo em Maracajá

terça | 14/01/2014 23:13:00 Textos: Talise Freitas / policia@atribunanet.com
Bombeiros fazem perícia em fábrica que pegou fogo em Maracajá
(Fotos: Lucas Colombo)


O Corpo de Bombeiros esteve na manhã desta terça-feira realizando a perícia na fábrica de roupas atingida por um incêndio de grandes proporções na noite de ontem, às margens da BR-101, em Maracajá. O proprietário do local, onde na parte inferior também funciona uma loja, que não foi atingida pelas chamas, aguarda a realização da perícia, por parte da Polícia Civil, para colocar em ordem o empreendimento.

Ademir Antenor de Oliveira, que tem o espaço há 30 anos e atualmente emprega cerca de 80 funcionários, ainda não contabilizou o prejuízo. "Perdemos maquinários, computadores, móveis onde eram realizados os cortes, entre outras coisas, e muitos tecidos. Recebi uma grande quantidade naquele dia. Liguei para o fornecedor ontem para antecipar a entrega, que foi feita exatamente horas antes do incêndio. Perdi tudo. A coleção de inverno já estava sendo feita. Agora é ver um jeito de continuar a produção, pois tem datas para a entrega", conta.

Focos ainda eram presentes

Devido a pequenos focos do incêndio, os bombeiros foram novamente acionados na manhã de hoje para o rescaldo. À tarde, funcionários, utilizando baldes, combatiam outros pequenos focos, que se formavam principalmente em amontoados de tecidos. De Oliveira conta que, por volta das 17h45min, a fábrica fechou.

"Umas 19h30min houve uma queda de energia. Acredito que, no retorno da energia, na sobrecarga, tenha dado um curto-circuito, o que deve ter provocado o incêndio. Vi pegando fogo e não pude fazer nada. Os bombeiros tinham pouca água, tinham que reabastecer sempre. Me senti impotente. Minha irmã mora de um lado e minha mãe do outro, a preocupação maior era essa, se alguém se ferisse. O que não aconteceu", conclui.